Entrevista do presidente do PSDB, Aécio Neves, em Salvador

Senador falou sobre pré-candidaturas da oposição na Bahia e a respeito da CPI da Petrobras

Acompanhe - 14/04/2014

Entrevista do presidente do PSDB, senador Aécio Neves
Salvador (BA) – 14-04-14
Assuntos: eleições 2014; CPI da Petrobras

aecio-neves-orlando-brito-3Sobre o lançamento das pré-candidaturas da chapa de oposição na Bahia.
Essa até agora foi a mais bem-sucedida construção política feita para essas eleições, porque não apenas incorpora os partidos de oposição, com um extraordinário nome na cabeça de chapa, do ex-governador Paulo Souto, como agrega também setores que hoje estão assistindo à falência desse governo do PT, no caso o PMDB, de Geddel Vieira Lima. Essa aliança na Bahia inspirará outros estados brasileiros a virem na mesma direção, a oposição somando-se a descontentes, aqueles que veem o mal que o governo do PT vem fazendo ao Brasil.

Sobre a possibilidade das pré-candidaturas na Bahia fortalecerem a oposição no Nordeste.
Espero que sim. Porque aquilo que acontece na Bahia, tudo aquilo que acontece na Bahia, repercute em outras partes do Brasil, não apenas no Nordeste. Hoje o Brasil coloca seus olhos no lançamento dessa grande aliança. Não tenho dúvida de que ela inspirará não apenas o Nordeste, mas todas as regiões do Brasil. Cada vez mais recebo sinalizações de setores que hoje estão na base da presidente da República, mas que percebem que mais quatro anos do PT seriam extremamente nocivos ao Brasil. Ao nosso desenvolvimento, à nossa credibilidade e até mesmo aos nossos valores morais, abalados pela ação inconsequente de inúmeras lideranças do PT. A nossa aliança será vitoriosa na Bahia e será vitoriosa no Brasil.

Sobre disputa eleitoral na Bahia.
A Bahia quer mudanças. A Bahia quer se incorporar no ritmo de desenvolvimento de outros estados. Essa é a aliança da administração séria e eficiente, onde ética e resultados possam caminhar juntos. Essa grande construção comandada pelo prefeito Neto é o grande fato novo da política brasileira dessas últimas semanas. Venho aqui pessoalmente, por apenas algumas horas em Salvador, retorno no início de maio, mas para saudar essa belíssima construção política. Repito, ela é muito boa para a Bahia entrar em um outro ritmo de crescimento e de desenvolvimento, mas ela é boa para o Brasil, porque ela repercute fora da Bahia. Estamos todos extremamente felizes com a belíssima aliança que foi feita.

Sobre a CPI da Petrobras.
É uma vergonha o que está acontecendo com o Brasil. Uma vergonha, não há outra palavra. Retorno para Brasília hoje à noite. Amanhã vamos ao Supremo Tribunal Federal pela manhã, esperando que a ministra Rosa Weber possa dar uma liminar que permita a instalação da CPI da Petrobras. Porque tudo que a base quer é não investigar. Essa história de que a base do governo quer uma CPI mais ampla não é verdade.


X
14/04/2014