Ana Amélia é recebida por empreendedores e produtores rurais em Londrina

Notícias - 17/08/2018

Em Londrina, a candidata a vice-presidente na chapa de Geraldo Alckmin, senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) visitou duas das mais importantes entidades do estado. No início da manhã, a parlamentar gaúcha esteve na Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil), onde reafirmou o compromisso com a simplificação tributária e desburocratização. Na sequência, esteve na Sociedade Rural do Paraná e renovou seu apoio aos produtores rurais em temas como logística e segurança no campo.

Após passar por Castro e Arapongas, Ana Amélia voltou a destacar em Londrina os exemplos de empreendedorismo que conheceu no Paraná. Na reunião com o presidente da Acil, Claudio Tedeschi e diretoria, a candidata afirmou que a única maneira do país dar um salto de qualidade é com visão empresarial. O presidente da entidade falou sobre o projeto de investimento voltado a tecnologia da informação.

Ana Amélia defendeu também um Estado que facilite a vida de quem quer empreender, sem criar empecilhos e burocracia. Como exemplo a parlamentar citou o caso de uma siderúrgica que tem unidades no Rio Grande do Sul e no Canadá. No Canadá a siderurgica conta com três pessoas para cuidar das questões tributárias. Já na unidade brasileiro são 250 pessoas para a mesma área.

Jornalista de formação, com décadas de atuação voltada para a cobertura do Agro, Ana Amélia reafirmou ao presidente da Sociedade Rural do Paraná, Antônio de Oliveira Sampaio, e à diretoria da entidade, seu compromisso com o setor. Como senadora Ana Amélia presidiu a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, realizando audiências públicas em todo o Brasil, debatendo temas de diversas cadeias produtivas.
A parlamentar lembrou que assim como os produtores rurais buscam por modernização, capacitação e inovação, o estado também precisa fazer a sua parte facilitando a vida de quem quer gerar emprego e renda. Ana Amélia lembrou que hoje o custo de produção de hectare de soja é 46% maior que nos Estados Unidos.

— O País está mergulhado em uma crise profunda e o Agro é um dos mais penalizados. Há um preconceito atrasado em relação a esse setor — destacou.

Ana Amélia defendeu também maior segurança no campo. Em diversas regiões do Brasil o crime avançou para o meio rural, deixando os agricultores reféns da violência. A parlamentar garantiu que esse é um tema que dará atenção no governo.

Temas relacionados:


X
17/08/2018