Brasil vive catástrofe na educação

Notícias - 05/12/2023

É grave e perturbador que 73% dos alunos brasileiros de 15 anos não sabem resolver problemas simples de matemática, conforme revelado por dados do Pisa 2022 divulgados nesta terça-feira (05). Independentemente de comparações com o passado ou com outros países, essas estatísticas são alarmantes.

Apenas 1% dos estudantes no Brasil atingiram os níveis mais elevados de desempenho em matemática. Estamos em 2023, o Brasil não pode aceitar isso. Os dados mostraram também o peso da desigualdade: os estudantes mais ricos obtiveram 77 pontos a mais do que seus colegas mais pobres na mesma matéria.

Embora as manchetes tenham se concentrado na matemática, é igualmente preocupante que 50% dos estudantes não consigam identificar a ideia principal em um texto. E que, em ciências, mais da metade dos alunos brasileiros (55%) não tenham atingido o mínimo esperado para a disciplina.

Esses dados do Pisa são uma verdadeira catástrofe e destacam a urgência de uma força-tarefa no Brasil para melhorar a educação. É preciso fundamentar políticas públicas baseadas nessa realidade. Não é um clichê afirmar que a educação é a chave para o progresso do país.

A solução começa por onde? Sem dúvida, pelo professor. É imperativo valorizá-lo e investir em sua formação urgentemente. Na Agenda Tucana, uma das nossas principais metas é melhorar os níveis de remuneração dos professores, com garantia de jornadas de trabalho com horas para planejamento e reuniões pedagógicas. O professor precisa de uma carreira de Estado valorizada, com remuneração semelhante a de outras carreiras. Também é importante garantir uma formação continuada ao longo da vida funcional.

E, sim, a gente quer que o Brasil evolua tecnologicamente, queremos falar de robótica, de inteligência artificial, mas precisamos começar priorizando a educação básica. O orçamento público tem de focar na educação básica, de maneira inovadora e priorizando a primeira infância. O País precisa garantir para o seu povo um caminho digno desde a creche até o trabalho.

Marconi Perillo, presidente do PSDB

Temas relacionados:


X
05/12/2023