Cesare Battisti pagará pelos crimes cometidos na Itália, afirma Sampaio

Notícias - 15/01/2019
Foto: Alexssandro Loyola

O deputado Carlos Sampaio (SP), eleito líder do PSDB na Câmara para 2019, destacou a prisão de Cesare Battisti no último sábado (12). O italiano foi encontrado em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, e levado à Itália. Ele desembarcou em Roma na manhã desta segunda-feira (14), com forte esquema de segurança montado pela polícia local.

“Já passou da hora dele começar a pagar pelos assassinatos cometidos na década de 70! O Brasil, que nunca deveria ter oferecido exílio a ele, finalmente deixa de ser um paraíso para criminosos”, afirmou Sampaio.

Battisti foi condenado à prisão perpétua em 1993 por quatro assassinatos cometidos nos anos 1970 contra um guarda carcerário, um agente de polícia, um militante neofascista e um joalheiro de Milão. Após anos de fuga, ele saiu da Itália, viveu na França e escapou para o Brasil.

Ele foi preso no Rio de Janeiro em 2007, e, em 2009, o Supremo Tribunal Federal autorizou a extradição para a Itália, mas deixou a decisão final para o então presidente Lula. Ao final de seu governo, o petista concedeu refúgio ao terrorista.

*Do PSDB na Câmara


X
15/01/2019