Pandemia não desacelera investimentos em Mato Grosso do Sul; estado aplicou R$ 1 bi em obras

Notícias - 13/07/2020

Com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário) e da Sanesul (Empresa de Saneamento de MS), os investimentos do Governo de Mato Grosso do Sul em infraestrutura urbana e viária não desaceleraram na pandemia de coronavírus. Obras do Programa Governo Presente espalhadas pelos 79 municípios, em execução e licitadas, somam R$ 1 bilhão neste primeiro semestre do ano.

Mesmo com as dificuldades financeiras decorrentes da queda abrupta de arrecadação, um dos efeitos diretos da crise de saúde pública, o Estado também mantém o cronograma de outras obras essenciais para a população, como a construção e reforma de nove hospitais, dentre os quais os de grande porte em Dourados e Três Lagoas. Os investimentos contemplam ainda as demais áreas prioritárias, como educação, segurança, logística e produção.

“Nosso foco sempre foi o combate ao coronavírus, desde o início da pandemia. Mas também optamos por manter nosso programa de obras e a estrutura administrativa, com projetos que geram empregos e renda e proporcionam a confiança do empresariado e qualidade de vida para a nossa população”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

Infraestrutura urbana e logística
Relatório de junho da Agesul (Agência Estadual de Gestão e Empreendimentos de MS) detalha as mais de 270 obras em execução ou em processo de autorização de serviço, a maioria contemplando a melhoria da pavimentação, restauração e drenagem das vias urbanas, ampliação e modernização das redes de água e esgoto e construção de pontes e asfaltamento de rodovias. Investimentos que garantem infraestrutura urbana e escoamento de produção.

Grande parte das obras integra o programa Governo Presente, lançado em março deste ano pelo governador Reinaldo Azambuja para distribuir investimentos em todas as áreas em Mato Grosso do Sul, com recursos assegurados da ordem de R$ 4,3 bilhões. São nove rodovias sendo pavimentadas, dentre as quais a MS-223 (Figueirão-Costa Rica) e a MS-379 (Laguna Carapã-Aral Moreira), e 14 pontes de concreto em edificação em nove municípios.

Saneamento
Na área de saneamento, o Estado desenvolve um dos maiores programas de universalização do esgotamento sanitário, executando somente em Dourados projetos que somam R$ 60,9 milhões, recursos próprios da Sanesul, de um total de R$ 177,5 milhões em investimentos neste semestre no município. Corumbá, onde o Estado contratou R$ 35 milhões em obras, também é contemplada com expansão e modernização das redes de esgoto e água.

(*) Do Governo de Mato Grosso do Sul

 



X
13/07/2020