Presidente da Câmara marca leitura de processo de cassação de Eduardo Cunha

Imprensa - 03/08/2016

CunhaBrasília (DF) – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira (02) que o parecer do Conselho de Ética que sugere a cassação do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) por quebra de decoro parlamentar será lido por ele na próxima segunda-feira (08). A data para a votação da perda de mandato em plenário ainda não está acertada, mas o processo entrará em pauta duas sessões após a leitura do texto, na próxima quarta (10).

As informações são de reportagem publicada nesta quarta-feira (03) pelo jornal Valor Econômico. Após a publicação do parecer no Diário Oficial, a cassação de Cunha terá preferência sobre as demais matérias, o que não significa que será votada imediatamente. “Não estou tratando de data da votação, só da leitura do parecer”, disse Maia. “Não sei se vota em agosto [a cassação], mas com certeza será antes da eleição municipal.”

O presidente da Câmara pretende aguardar um dia com quórum elevado para garantir um “julgamento justo”. Para que Cunha seja cassado, são necessários pelo menos 257 votos favoráveis, dos 511 aptos a votar.

Com as eleições municipais de outubro, o mais provável é que a votação da cassação de Cunha seja realizada em agosto. Ainda assim, segundo Rodrigo Maia, a prioridade é concluir a votação da agenda econômica, em especial a renegociação da dívida dos estados com a União.

Leia AQUI a íntegra da reportagem do jornal Valor Econômico.


X
03/08/2016