Proposta de Lobbe Neto deu origem à lei que inclui educação alimentar no currículo escolar

Notícias - 17/10/2018

Celebrado em mais de 150 países, o Dia Mundial da Alimentação é comemorado nesta terça-feira (16). A Lei 13.666, sancionada em maio deste ano, determina que a educação alimentar e nutricional será incluída entre os temas transversais do currículo escolar. A nova regra entrará em vigor 180 dias após a sanção.

A lei tem origem em proposta do deputado Lobbe Neto (SP) e visa diminuir a obesidade infantil e assegurar informações sobre alimentação saudável ainda na infância. Segundo o parlamentar, a lei é uma medida essencial para melhorar a nutrição no Brasil em um mundo em que os adultos se alimentam muito mal.

O texto foi aprovado na forma de substitutivo no Senado Federal. O senador Pedro Chaves (PRB-MS) optou por transformar o projeto em artigo inserido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/1996), que trata do currículo da educação básica.

Nações Unidas Contra a Fome

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura – FAO, promoveu em agosto um concurso para crianças e adolescentes entre 5 e 19 anos, do mundo inteiro, para desenhar como alcançar a meta de erradicar a fome até 2030. O objetivo era criar um cartaz para a campanha mundial Fome Zero e conscientizar a nova geração. Segundo a organização, existem 815 milhões de pessoas passando fome no mundo. Além delas, 1,9 milhão estão acima do peso. Confira aqui o vídeo da campanha.

*Do portal do PSDB na Câmara


X
17/10/2018