São Paulo terá 2100 leitos em três hospitais de campanha para pacientes com Covid-19

Notícias - 26/03/2020

A capital paulista terá três hospitais de campanha para atender os casos menos complexos da Covid-19. Serão 2100 leitos ao total: 1800 no Complexo do Anhembi, 200 no Estádio do Pacaembu, e outros 100 em M’Boi Mirim. As obras, já em andamento, serão concluídas até o início de abril, conforme anunciou o prefeito Bruno Covas.

No Complexo do Anhembi, onde mais de 800 leitos já estão prontos, funcionará um hospital de retaguarda. “As pessoas virão para cá para passar o período de dez a 14 dias e, após estabilização, serão encaminhadas para suas casas. Também teremos um conjunto de leitos de UTI para, caso o quadro de saúde desses pacientes se agrave, possam receber os primeiros cuidados e serem transferidos para a UTI em um dos 18 hospitais da Prefeitura”, explica o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido.

Parceria
Em M’Boi Mirim, a nova unidade terá instalação e manutenção garantidas pela iniciativa privada, numa parceria entre a Prefeitura, a Ambev, a Gerdau e o Hospital Israelita Albert Einsten. Os 100 leitos ficarão em pavilhão ao lado do Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch.

 

Bruno Covas também anunciou a antecipação, para abril, da conclusão das obras no Hospital Municipal a Brasilândia, onde funcionarão 150 novos leitos de UTI. Eles se somam aos 490 que a Prefeitura já resguarda para o tratamento dos pacientes com casos mais graves de contágio pelo coronavírus.


X
26/03/2020