“Somos democracia, responsabilidade e desenvolvimento”, afirma Bruno Araújo em nota

Notícias - 31/07/2019

Nota do Presidente Nacional do PSDB

Reiteradamente, o ministro da Economia Paulo Guedes tem afirmado que o problema do Brasil se deve aos 30 anos de social-democracia. Mas o legado social-democrata do PSDB para o Brasil se constitui em:

– Defesa irrestrita da democracia e da liberdade
– Liberalismo econômico
– Plano Real
– Lei de responsabilidade fiscal
– Privatizações da telefonia
– Programas de transferência de renda
– Equacionamento da dívida dos estados
– Reforma administrativa
– Universalização do ensino fundamental

Nesse período, enquanto o PSDB era chamado de “neoliberal”, o presidente Bolsonaro votava com o PT contra o Plano Real, contra a reforma da Previdência, por mais privilégios aos setores corporativos, e defendia ditadura.

Com a chegada do PT ao poder novas estatais foram criadas, a dívida pública voltou a explodir, houve crescimento vertiginoso do desequilíbrio fiscal até chegarmos à maior recessão da história, com o rastro de falências e desemprego deixado pelo governo Dilma Rousseff.

Hoje, os social-democratas do PSDB estão à frente da principal medida do governo: a reforma da Previdência. Um texto conduzido pelo ex-deputado Rogério Marinho, aperfeiçoado na Câmara por Samuel Moreira e que será relatado no Senado por Tasso Jereissati.

Social Democracia não é PT. Não somos PT. Somos pela democracia. Somos responsabilidade e desenvolvimento.

Bruno Araújo – Presidente nacional do PSDB


X
31/07/2019