SP registra menor número de homicídios dolosos desde 2001

Notícias - 26/04/2017

O número de homicídios dolosos – quando há intenção de matar – caiu no mês de março deste ano, em São Paulo, na comparação com o mesmo período de 2016. Foram 301 casos ante 309 no ano passado. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do estado, divulgados nesta semana. Esse é o menor número da série histórica desde 2001. O deputado federal Sílvio Torres (PSDB-SP) comemora a taxa e elogia o governo do tucano Geraldo Alckmin em prol da segurança.

“Hoje, São Paulo é o único estado do Brasil com índices que estão dentro do padrão aceitável pela ONU, assim como outros índices têm se mantido. Às vezes, com um pouco de alteração para cima ou para baixo, mas tem muito a ver também com as medidas adotadas pela secretaria de segurança que dá total transparência também em separar com bastante critério os tipos de crimes”, afirmou o deputado.

Apesar da diminuição em março, o total de vítimas de homicídios subiu 0,63%, na comparação com o mesmo período de 2016, passando de 318 para 320. O secretário de Segurança Pública de SP, Mágino Alves Barbosa, justificou o aumento por conta das vítimas de chacinas ocorridas em março na Grande São Paulo. Para o deputado Sílvio Torres, o governo tem um grande desafio em razão da alta taxa populacional do estado.

“Apesar disso, o estado de São Paulo vive um momento de bastante sucesso no combate à criminalidade. Tem um secretário competente e um governador que dá prioridade total à segurança. Só na região metropolitana de São Paulo moram mais de 22 milhões de pessoas, um dos maiores aglomerados do mundo. Imagine o tamanho do desafio de conter a criminalidade. É um governo determinado em muitas áreas, mas especialmente na segurança à população”, disse Sílvio Torres.


X
26/04/2017