Votação da reforma da Previdência na CCJ é adiada para a próxima semana

Notícias - 18/04/2019
Foto: Alexssandro Loyola

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania adiou para a próxima semana a discussão sobre a proposta de reforma da Previdência (PEC 6/19). O debate será retomado na terça-feira (23). O relatório apresentado pelo deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG) é favorável à aprovação na CCJ.

A falta de articulação do governo prejudica o andamento dos trabalhos, afirmou o deputado Samuel Moreira (SP) em entrevista ao Estadão. Coordenador da bancada tucana na CCJ, Samuel avalia que a desorganização frustrou a expectativa pela votação do relatório. “É injustificável não ter sido votado”, disse. O parlamentar ressalta que o PSDB não participou de negociações de governo ou oposição pelo adiamento.

Na terça-feira (16), a bancada do PSDB se reuniu com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para tratar da reforma. O líder Carlos Sampaio (SP) reiterou a necessidade de uma reforma economicamente adequada e socialmente justa. O ministro se comprometeu a apresentar, na comissão especial da Câmara, os dados detalhados do impacto de cada ponto da reforma.

“Com transparência e informações adequadas poderemos fazer o aprimoramento necessário para que a reforma, além de ser financeiramente viável, seja feita com justiça social”, afirmou o líder.

A deputada Shéridan (RR), integrante da comissão, defende que a reforma seja discutida com respeito, priorizando a igualdade social. “Porém, a inabilidade do governo vem comprometendo essa pauta que é, indiscutivelmente, urgente e importante para os brasileiros”, frisou.

Do PSDB na Câmara

Temas relacionados:


X
18/04/2019