Para Daniel Coelho, carta-compromisso do PSDB é início do diálogo com futuro governo Temer

Acompanhe - 03/05/2016

26620903451_cf4c4ad194_kApós reunião da Executiva Nacional, nesta terça-feira (03/05), o PSDB apresentou uma carta com 15 pontos que deverão nortear o apoio da legenda a um possível governo do vice-presidente da República, Michel Temer.

O texto reúne propostas aprovadas pelos governadores, pelas bancadas do PSDB no Congresso e pelos integrantes da Executiva.

Intitulado “Princípios e valores para um novo Brasil”, o documento estabelece as condições do partido para apoiar o futuro governo.

A primeira delas exige o combate irrestrito à corrupção e o apoio às investigações da Operação Lava Jato, garantindo independência à Polícia Federal e ao Ministério Público.

O vice-líder do PSDB na Câmara, deputado federal Daniel Coelho (PSDB-PE), leu na tribuna da Câmara os 15 pontos que integram o documento. Após destacar um a um, o tucano ressaltou que com, a iniciativa, o PSDB aponta soluções cujo compromisso é com a “empregabilidade, a economia e os investimentos externos que não têm vindo mais para a Nação”.

“É o início de um debate com o qual o PSDB se dispõe a fazer com o futuro presidente, mas também com os demais partidos que compõem essa Casa e que, com certeza, terão muito a contribuir com o soerguimento da economia brasileira”, destacou Daniel.

Também presente ao encontro da executiva nacional, o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) afirmou que o PSDB, de forma muito democrática, abre a discussão para a sua executiva sobre um tema que toma conta do país: a eventual transição do governo.

“O partido sai unido e apresenta propostas à sociedade brasileira. Esperamos que o partido continue cumprindo o seu papel, confiado a nós por dezenas de milhões de brasileiros ao longo destes últimos anos. É momento de unidade e de colaborar com o país”, reforçou.



X
03/05/2016