Professores da rede estadual de MT participam de formação audiovisual voltada à área da educação

PSDB pelo Brasil - 17/08/2017

A linguagem audiovisual voltada para a educação foi tema da formação continuada ofertada pela empresa Cocriativa, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) do Mato Grosso, para 30 professores da rede. A formação foi oferecida na última semana do Sesc Arsenal, em Cuiabá, e abordou as práticas responsáveis de cidadania e os cuidados com o mundo. O Mato Grosso é governado por Pedro Taques (PSDB).

Professora de Língua Portuguesa da Escola Estadual Pascoal Ramos, no bairro que leva o mesmo nome da unidade, Nilza de Fátima leciona há quase 25 anos e entrou de última hora na formação, que classificou como muito produtiva, tendo em vista a modernização tecnológica da sociedade.

“Eu estou gostando muito, as ações são bem produtivas. No entanto, me preocupa a forma como vamos inserir a questão audiovisual dentro das escolas, pois quando tratamos disso, os alunos logo pensam em cinema e, consequentemente, em shopping. E não é o caso, vai além disso”, disse.

Apesar do desafio que ela tem pela frente, a professora disse estar confiante e que vai desenvolver um bom trabalho em sala de aula. “Os alunos de hoje são diferentes de quando comecei, temos que ter vários atrativos para segurar esses alunos em sala. Então, tudo que aprendemos aqui será bastante positivo”.

Uma das formadoras da Cocriativa, Maria Elisa Macedo, conta que o objetivo da formação é fazer com que os educadores aprendam e sonhem junto com os alunos. “Que eles conheçam e tenham a leitura de mundo, e que possam passar isso para os alunos dentro e fora das salas”, afirmou.

Foram três dias de formação e, segundo Maria, a intenção é que os educadores saiam preparados e mais seguros em trabalhar a arte. “Os professores chegam aqui leigos e a gente traça um horizonte com base na educação. Queremos que eles vejam o cinema, por exemplo, como um meio educacional, que eles tragam a arte para a escola, que ele possa multiplicar, assim como os próprios alunos, essas ações para fora dos muros da escola e se ele conseguir isso, é o nosso grande feito”.

Professores que acabaram de entrar na rede e outros que já atuam há mais de 20 anos foram o perfil dos profissionais que participaram da primeira turma da formação. Para Maria, é essa união entre as diferenças e experiências que faz com que o trabalho seja ainda mais produtivo.

“Os professores estão com sede de coisas novas e, quando trabalhamos com crianças, temos que pensar nisso, elas são menos medrosas, querem experimentar. Ninguém está pronto para nada, acho que a sede para mudar é que faz a proposta dar certo”, finalizou.

Na formação, os professores recebem um kit composto por um manual completo para a realização de dinâmicas e oficinas para crianças de 11 e 12 anos. O kit conta com jogos de tabuleiro e acesso ao filme que originou o projeto “O que queremos para o mundo?”, que os alunos tiveram a oportunidade de assistir no cinema do Sesc, além de outras ações.

* Do Governo de Mato Grosso


X
17/08/2017