Após mortes em protestos na Venezuela, ONU pede que governo faça investigações transparentes das ocorrências

Em razão das mortes que aconteceram nas manifestações contra o presidente venezuelano Nicolás Maduro nas últimas três semanas, a Organização das Nações Unidas (ONU) pediu que o governo do país garanta “investigações transparentes” dessas ocorrências. Segundo balanço divulgado pela agência de notícias Efe, o número de mortos em protestos na Venezuela subiu para 26. Já a ONG Fórum Penal Venezuelano contabilizou mais de 100 feridos e 800 presos desde o início do clima de tensão no país. O deputado federal Bonifácio de Andrada, do PSDB de Minas Gerais, membro da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, lamenta que a situação na Venezuela tenha chegado a tal ponto, mas destaca a coragem do povo venezuelano em combater a tentativa de derrubada da democracia no país.

Rádio PSDB - 25/04/2017

X
25/04/2017