Fernando Bittar diz que reforma em sítio foi para receber acervo presidencial de Lula

Em depoimento à Polícia Federal nesta quinta-feira, o empresário Fernando Bittar, proprietário oficial do sítio Santa Bárbara, em Atibaia, afirmou que a reforma do local em que Lula é investigado foi feita “em razão da necessidade de recepção do acervo presidencial do então presidente da República”. O deputado federal Rocha, do PSDB do Acre, autor do requerimento que colocou Lula nas investigações da Operação Lava Jato, aponta que esse é mais um indício incontestável da relação do petista com a propriedade.

Imprensa - 19/08/2016


X
19/08/2016