Lava Jato investiga irregularidades na campanha à reeleição de Lula

A nova fase da Operação Lava Jato investiga a suspeita de pagamentos ilegais, o chamado caixa dois, na campanha de reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006. De acordo com as investigações, a empreiteira Queiroz Galvão, sócia majoritária do consórcio Quip, teria repassado cerca de R$ 2,4 milhões para financiar a candidatura do petista. Os recursos seriam de contratos bilionários com a Petrobras. Para o deputado federal pelo PSDB, Domingos Sávio, de Minas Gerais, não há dúvidas das irregularidades das contas da reeleição de Lula.

Imprensa - 03/08/2016


X
03/08/2016