Ministério Público Federal pode investigar a presidente Dilma Rousseff

A delação premiada de Delcídio do Amaral, ex-líder do governo no Senado, pode comprometer a presidente Dilma Rousseff e resultar em abertura de investigação do Ministério Público Federal sobre atos da petista praticados no atual mandato. Após a homologação do depoimento do senador, a Procuradoria-Geral da República decidirá se a presidente será investigada por conta das acusações feitas por Delcídio. O líder da Oposição da Câmara, deputado federal Miguel Haddad, do PSDB de São Paulo, ressalta que as denúncias são graves e se aproximam cada vez mais do alto escalão do poder.

Rádio PSDB - 10/03/2016


X
10/03/2016