“Nada mais danoso para saúde e educação do que o país quebrado”, diz Bruno Covas em resposta às críticas de Dilma sobre PEC do teto

Em ato público ocorrido no Rio de Janeiro nessa segunda-feira, a ex-presidente Dilma Rousseff criticou a Proposta de Emenda à Constituição 241, criada pela equipe econômica de Michel Temer com o objetivo de controlar as despesas públicas da União pelos próximos 20 anos. A petista classificou a matéria como grave, e disse que, com a aprovação da PEC, as áreas da saúde e educação serão fortemente atingidas. O deputado federal Bruno Covas, do PSDB de São Paulo, contesta as afirmações de Dilma, e explica que sem a proposta, esses setores estariam com suas finanças ameaçadas.

Notícias - 25/10/2016


X
25/10/2016