Serra: “No fundo da alma, PT não é democrata”

Candidato participou de sabatina realizada pelo Estado de S. Paulo

Acompanhe - 06/09/2010

Candidato participou de sabatina realizada pelo Estado de S. Paulo

Brasília (06) – O candidato do PSDB à Presidência, José Serra (SP), responsabilizou nesta segunda-feira a Receita Federal por atrasar as investigações sobre a violação de dados fiscais de cinco pessoas ligadas ou próximas ao PSDB. Para ele, “no fundo da alma e até na superfície, (o PT) não é democrata”.

Em sabatina no jornal O Estado de S. Paulo, Serra voltou a criticar a operação “abafa” montada para blindar a candidatura oficial à Presidência da República. “A Receita tem feito uma operação abafa. Tem procurado atrapalhar a investigação. Assim, a Receita termina sendo cúmplice do que é uma sindicalização de um órgão de Estado”, lamentou.

Serra acredita que falta empenho. “Eles têm tentado, desde o começo, atrapalhar a investigação, a elucidação daquilo que estava acontecendo.”
Ele falou ainda sobre economia, política externa brasileira, segurança, saúde e educação e voltou a criticar o que classifica de “perverso tripé macroeconômico”: a maior taxa de juro real do mundo, a carga tributária mais alta do mundo em desenvolvimento e a maior taxa de investimento estatal do mundo.

“Criou-se um mito de que o Brasil surfou na crise. Isso não é verdade, quem surfou foram países como a China, a Índia, que têm projeto de nação”, disse Serra. Ele em seguida fez críticas a Dilma, que “parece não ter estudado economia”.

Serra criticou também a política externa do PT, principalmente a relação ao Irã, que desrespeita e infringi os direitos humanos e vive como se fosse regime “fascista do século XXI”.

CURRICULUM

O presidenciável do PSDB defendeu a comparação entre as biografias dos candidatos. “A escolha vai ficar entre alguém conhecido e testado e um envelope fechado”, declarou. “Eu represento a certeza. Todos me conhecem, a minha vida é pública de verdade. A Dilma é a dúvida.”

Outro assunto em discussão na sabatina, a boataria criada pelo PT para causar medo à sociedade foi também condenada pelo candidato. “Qualquer coisa que eu diga eles mandam e-mail para botar medo em todas as áreas”, afirmou. E acrescentou: “Tucano é inepto para espalhar fofoca, pode acreditar. Petista já nasce com isso no DNA”.

Veja no Estado de S. Paulo os principais momentos da sabatina com José Serra.


X
06/09/2010