PSDB – MS

marianacastelar

PSDB realiza Jornada Marisa Serrano e discute a importância da educação

O PSDB realizou nesta terça-feira, 26, a “Jornada Marisa Serrano em defesa da educação, ciência e da tecnologia”. O evento, que iniciou com música e Ben-Hur Ferreira como mediador, contou com a presença de professores e especialistas em educação.

Lembrando da caminhada da Marisa,  o presidente estadual do PSDB de Mato Grosso do Sul, Sérgio de Paula, conta que  apoiou o projeto desde o início.

“Quando o Ben-Hur veio até mim falar que iria realizar uma reunião para falar sobre educação e teria o nome da Marisa, eu nem quis ouvir até o final, porque eu já sabia que o projeto seriam bom. Marisa é uma pessoa que sempre confiei e acreditei e hoje, tudo que temos aqui, foi você,  Marisa, que ajudou a construir”.

O vice-presidente do PSDB e presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado estadual Paulo Corrêa relembrou a forma de governar da ex-senadora.

“A Marisa é uma liderança, que sempre fez uma política diferenciada. Fez a política do bem, do amor, do carinho, ao contrário do que vemos hoje”.

O secretário de obras, que é  o nome para disputar o governo do Estado em 2022, secretário Eduardo Riedel, lembrou que Marisa sempre foi  defensora da educação, área que também quer atuar ganhando as eleições.

“Marisa sempre falou de educação com propriedade, e eu acredito muito na educação, aliás eu acho que é o único caminho. O trabalho é grande, mas precisamos fazê-lo. Esta é uma questão central e é por isso que começamos com a Marisa aqui que tem história, conhecimento e uma vida dedicada a educação. Se depender de mim, farei todo o esforço possível para continuar este projeto”.

 

Ao agradecer a homenagem, Marisa disse que apesar de não ser mais filiada no partido, seu coração ainda é 45, e que debates como estes são de extrema importância para pensarmos em um Mato Grosso do Sul do futuro.

“A ciência é uma palavra que agora todos estão falando. A palavra que até pouco tempo poucos brasileiros falavam e agora é domínio público, se tornou emblemática.  A tecnologia é um aporte incrível para ser debatido no partido, e temas que  a envolvem é a energia e o meio ambiente, por exemplo. Os novos carros hoje são elétricos e já estão aí, eles já existem. E um Estado que não se prepara pra ver que as coisas na área da tecnologia estão mudando rapidamente vai ficar pra trás. Temos que pensar num Mato Grosso do Sul para o futuro. E tem uma coisa que não muda nem vai mudar que é a educação. Pra ter ciência e tecnologia precisamos ter um povo instruído, por isso a importância da educação e da formação”.

 Falando sobre O Avanço da Educação no Governo Tucano, a Secretária Estadual de Educação, Maria Cecília Amendola, pontuou algumas mudanças nos últimos sete anos e nove meses de governo.

“O Estado de Mato Grosso do Sul tem sido modelo no que se refere educação. O governo Reinaldo Azambuja, além de municipalista, voltou todo o seu olhar para a área de tecnologia, como a matrícula on-line. Então a secretaria virou um local onde não precisava ter processos pra cá e pra lá, e isso faz a diferença. Tudo que nós podemos fazer na área administrativa foi feito, mas também na parte pedagógica. Pensar nos nossos alunos em tempo integral se sobressaíram porque estavam em uma metodologia diferenciada foi muito bom. O fato de o Estado lançar o MS Alfabetiza, sendo que o Mato Grosso do Sul não tem mais escola de educação infantil, mostra o olhar para os municípios e para a educação. Estamos realizando reuniões on-line com prefeitos, vereadores, sindicatos rurais, empresários para ver que potencialidade aquele município tem para o Estado oferecer educação profissional para que o jovem não precise sair da sua cidade”.

Para falar sobre Competências socioemocionais: da formação a sala de aula, a Diretora-Presidente da Fadeb/MS (Fundação de Apoio e Desenvolvimento à Educação Básica de Mato Grosso do Sul ), Alessandra Beker Daher.

“Esse é um trabalho que a professora Cecília trouxe para as escolas desde 2017, 2018, então é uma temática inerente ao século XXI, que complementa competências cognitivas e aí sim conseguimos fazer o desenvolvimento integral dos estudantes, dos professores. Vários documentos já discutem este movimento, mas até o momento poucos colocaram em prática. Aqui, no Estado, começamos a implementar em 2019, com projeto piloto em algumas escolas, em 2020 continuamos o trabalho e veio a pandemia. Neste momento como nós colocamos em prática as competências socioemocionais. Foi um trabalho desenvolvido nos últimos dois anos que nós não tínhamos ideia que seria tão importante para a nossa escola, nossos educadores, adequamos todo nosso trabalho e continuamos. E esta temática foi e é muito importante porque quem é educador sabe que nossa formação inicial, nossa metodologia não tinha discussões socioemocionais, e hoje avançamos na nossa educação com essa metodologia”.

Para explanar o tema Ciência, tecnologia e inovação como instrumento de desenvolvimento do Estado, o ex-reitor da UEMS, Fábio Edir, falou do potencial que o Estado

“Nós somos o único estado do país que existe Conselho de Reitores de Instituições de Ensino Superior de Mato Grosso do Sul (CRIE-MS), para discutir políticas públicas para educação superior. Com a nossa experiência conseguimos chegar aonde ninguém ainda chegou. Somos o Estado que possui, proporcionalmente, o maior número de alunos doutorados bolsistas financiados pelo Governo do Estado”.

O evento foi transmitido ao vivo no Instagram do PSDB, clique aqui e confira

 

Arthur Virgílio lança campanha pela Amazônia durante giro pelas prévias no Sudeste, Sul e Centro-Oeste do país

O candidato às prévias do PSDB, ex-prefeito de Manaus e ex-senador, Arthur Virgílio Neto encerrou nesta sexta-feira (22.10) o seu primeiro giro pelo Brasil em campanha pelas prévias do PSDB, que vão indicar, em novembro, o nome que deverá disputar a presidência do país. Arthur já percorreu estados das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste e, em todos os seus encontros com lideranças e militâncias tucanas, fez ardorosa defesa da Amazônia e do uso sustentável de seus recursos naturais e lançou a campanha “Salve a Amazônia! Riqueza de todos os brasileiros”, chamando a atenção para os riscos de destruição da floresta, seus efeitos ambientais e políticos e, também, das inumeráveis oportunidades econômicas a partir da biodiversidade, capazes de transformar o Brasil em uma verdadeira potência econômica.

“São muitas as razões para comprarmos essa ideia, empunhar essa bandeira e nos mobilizarmos em torno dessa campanha. A Amazônia é nossa e devemos cuidar, defender, para poder usufruir. É a última fronteira de desenvolvimento para o país, é o nosso cartão de boa conduta junto às comunidades internacionais, é a nossa possibilidade de legar um planeta habitável para a humanidade”, afirmou Arthur. Ele disse também que está feliz com a aceitação que vem obtendo. “Estou feliz com a aceitação. Quando falo isso para as pessoas, elas vibram, ficam em êxtase. Essa campanha já pegou, vai dar certo”, garantiu.

Arthur faz um comparativo da campanha lançada por ele com a campanha do “Petróleo é nosso”, que movimentou o Brasil a partir do final da segunda guerra mundial e após o fim do Estado Novo, tendo à frente o escritor Monteiro Lobato e os generais Leônidas Cardoso, pai do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e Júlio Caetano. “Da mesma forma que eles entendiam como de vital importância que a independência econômica viesse junto com a independência política, naquele momento, nós também entendemos que a Amazônia é o que pode nos garantir um grande futuro. Precisamos disso, de mobilizar a nação, de mostrar que sem Amazônia não haverá Brasil no futuro”, afirmou.

Nos últimos dez dias, Arthur esteve nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Campo Grande e encerrando, nesta sexta-feira, em Cuiabá. Antes ele já havia passado pelo Distrito Federal e por Goiânia, sempre mantendo reuniões com filiados e lideranças e conversando com a imprensa desses locais.

 

 

 

 

Campo Grande e Cuiabá

As duas últimas cidades visitadas por Arthur Virgílio foram Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, e Cuiabá, capital do Mato Grosso, ambas na região Centro-Oeste do país. Em Campo Grande, o PSDB tem, proporcionalmente, a maior representação do país, com 39 prefeitos, 18 vices, 234 vereadores, 5 deputados estaduais e 3 federais, além de 79 diretórios municipais. Ele foi recebido pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja, além do presidente do PSDB-MS, Sérgio de Paulo, e um grande grupo de secretários, deputados estaduais, vereadores e filiados.

“Nos orgulha e enriquece a presença do Arthur Virgílio. Tenho orgulho de estar nesse partido e presidir o PSDB no Mato Grosso do Sul”, disse Sérgio de Paulo. O diretório do PSDB já recebeu os três candidatos às prévias.

Azambuja também destacou a alegria do diretório do PSDB em receber Arthur Virgílio. “A gente fica muito feliz com essa dinâmica que vocês estão levando nas prévias, que oxigenam o partido, dão musculatura ao debate. A importância das prévias é o debate interno, tenho certeza que após o dia 21, teremos uma fotografia com todos nós juntos discutindo o Brasil, e o Arthur reúne todos os predicados para disputar essas prévias”, disse.

Já em Cuiabá, Arthur começou sua agenda com entrevista coletiva e entrevistas exclusivas a emissoras locais. Ele foi recebido pelo presidente do PSDB-MT, Carlos Avallone, pelo deputado Wilson Santos, representantes da Juventude Tucana, filiados e lideranças dos dois municípios. No final da manhã, ele se reuniu com os filiados encerrando a agenda pelas prévias nessa região.
“Fiquei muito feliz com a receptividade que tive em todos os estados por onde passei. Encontrei pessoas maravilhosas do meu partido e fora dele. E tenho certeza de que eu falei o que elas queriam ouvir, senti a alegria e o carinho deles, no abraço, nos questionamentos que me faziam” disse Vírgilio. “Eu falei muito da Amazônia, mas falei também do compromisso fundamental do PSDB com a democracia, acima de tudo, com a recuperação econômica do país, com a necessidade de voltar a dar esperanças ao povo, de um país livre, democrático, saudável e com expectativas e esperanças para seu povo.

A próxima agenda pelas prévias de Arthur Virgílio Neto contempla os estados do Norte e Nordeste.

 

Assessoria: PSDB Amazonas

1º debate das Prévias do PSDB acontece nesta terça-feira

Confira os canais onde você pode assistir o debate das Prévias PSDB, realizado pelos jornais O Globo e Valor Econômico.

Será nesta terça (19/10), às 10h, no horário de Mato Grosso do Sul

https://www.youtube.com/c/JornalOGlobo

https://www.youtube.com/user/valoreconomico

https://www.facebook.com/jornaloglobo

https://www.linkedin.com/company/valoreconomico

A participação de tucanas e tucanos de todo o Brasil é muito importante! Não deixe de conferir e compartilhar usando #debatepreviasPSDB

 

PSDB Nacional

PSDB lança aplicativo das Prévias

O aplicativo Prévias PSDB já está disponível para que os filiados possam se cadastrar e participar da escolha do candidato do partido à Presidência da República.

Atenção!
Todos os filiados, com ou sem mandato, precisam se cadastrar até o dia 14 de novembro.
O cadastro é imprescindível para que estejam aptos a votar nas prévias e para garantir a segurança e a transparência no processo de votação.

O primeiro passo é baixar o aplicativo pela Google Play (a partir de 14/10) ou pela APPStore (a partir de 15/10). Para isso, você pode clicar no ícone abaixo:

 

 

Confira o tutorial sobre o cadastramento e tire suas dúvidas na CENTRAL das PRÉVIAS

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Nota de Esclarecimento
Tendo em vista matéria publicada no Uol, “Vira-casacas e traições movimentam disputa entre Dória e Leite no PSDB”, o Diretório Regional do PSDB de Mato Grosso do Sul presta os seguintes esclarecimentos que se fazem necessários para dirimir dúvidas em relação ao seu posicionamento sobre as prévias, que indicarão candidatura a presidente da República para 2022:
1-Em nenhum momento o Diretório Regional oficializou apoio ou sugeriu preferência por João Dória (SP) ou Eduardo Leite (RS);
2- As visitas dos governadores ao Estado, em datas distintas, cumpriram o mesmo rito nas agendas, justamente para evitar insinuação de privilégios para qualquer um deles;
3 – O PSDB de Mato Grosso do Sul reforça que os nomes dos governadores serão postos à avaliação, em encontro a ser realizado nos próximos dias, para posterior anuncio oficial;
4 – Por fim, o Comando Regional lamenta e reitera estranheza pela forma como o partido de MS foi citado no texto, cujo teor deveria merecer consulta prévia, o que infelizmente não ocorreu.
Comando Regional do PSDB de Mato Grosso do Sul
Campo Grande, 04 de outubro de 2021

 

 

“Vim com determinação em vencer as prévias e a humildade em saber que não faço nada sozinho”, disse Leite em MS

Falar com os filiados tucanos sul-mato-grossenses sobre as propostas para o Brasil foi o que motivou a vinda do pré-candidato à presidência da República pelas prévias do PSDB,  governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, a Campo Grande.

Em evento partidário ocorrido neste sábado, no Diretório  do PSDB,  o presidente estadual do partido, Sérgio de Paula, falou sobre a vinda de Leite para o Estado e definiu a importância das prévias como um ato democrático.

“É importante debater ideias, ouvir nossos filiados e os anseios do nosso povo. Isso é democracia, e este ato é de extrema importância para fortalecer ainda mais o nosso partido”.

O secretário de Infraestrutura e pré-candidato tucano a governo do Estado, Eduardo Riedel elogiou a gestão de Leite como governador do Rio Grande do Sul.

“O Eduardo, apesar de jovem, tem experiência, tem coragem, e isso mudou o seu Estado. E é essa a nossa semelhança: coragem e atitude em fazer as mudanças necessárias para manter um estado de pé, competitivo, moderno, em pleno desenvolvimento, sempre pensando nas pessoas, em melhorar a vida de cada sul-mato-grossense. Esse é o nosso projeto, para o MS e para o Brasil”.

O governador do Estado, Reinaldo Azambuja, falou que foi um dos que pediram para que Eduardo colocasse seu nome para disputar as prévias e lembrou que foi o PSDB que equilibrou a economia do país durante a gestão de Fernando Henrique Cardoso

“Nós podemos dizer que somos os responsáveis por acabar com a inflação, através de FHC. Foi ele que criou o Plano Real, a Responsabilidade Fiscal , o Avançar Brasil, entre outros projetos que fez com que o país voltasse a caminhar. Agora nós temos de novo a mesma oportunidade. Temos 65% da população brasileira que não quer lado A ou B, quer posição de centro, equilíbrio e o PSDB é isso!”.

Falando sobre a gestão de Leite frente ao governo do Rio Grande do Sul, Reinaldo falou sobre a importância do diálogo. “Eduardo veio falar o que ele pensa para o Brasil. Ele pegou seu Estado com dificuldades extremas e equilibrou as contas. Salários atrasados, estatais falidas. Ele resgatou ponto a ponto enfrentando os problemas, levantando a  sujeira debaixo do tapete. Ele teve a capacidade de dialogar com sindicatos, população mostrando que é preciso tomar decisões nem sempre agradáveis, mas necessárias”.

Falando para mais de 500 pessoas, Eduardo Leite reforçou sua vontade de ser o presidente do Brasil em 2023 e frisou a importância de um partido fortalecido.

“Eu não estou sozinho. Tem muita gente comigo que carrega no peito este sentimento, esta vontade de fazer transformar o país. Vim com determinação em vencer as prévias e a humildade em saber que não faço nada sozinho, é preciso cada um de vocês pra fazer esta mudança. Me lanço nessa jornada porque eu sei que tem gente boa para nos ajudar e cada um de vocês para nos impulsionar. Se precisarem de mim eu estou a postos, mas preciso de cada um de vocês porque ninguém governa sozinho, é preciso que façamos junto esta mudança”.

Elogiando a gestão de Reinaldo, Leite diz que precisa de Azambuja ao seu lado para fazer as transformações  necessárias ao país.

“O Brasil precisa do Azambuja e precisamos dele ao nosso lado para transformar o Brasil a partir de 2023. Porque governar não é apenas gerir orçamento. É possível fazer um país mais igual. As diferenças que temos no Brasil não nos torna piores, mas maiores e melhores. É possível fazer política com firmeza, convicção e diálogo com aqueles que pensam diferente. Não precisa exterminar ou atacar. A política de alto nível é feita atacando os problemas e não as pessoas. A característica do povo brasileiro não é o ódio, a tristeza nem o rancor, mas o afeto, o carinho, a alegria e a vontade de estar junto.  Não vamos deixar que nos roubem a nossa alegria , as cores do nosso país”.

Esteve presentes  o vice-presidente do PSDB e presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado estadual Paulo Côrrea,  o secretário geral do PSDB Nacional, deputado federal Beto Pereira, o deputado estadual Rinaldo Modesto, deputado federal e líder da bancada tucana de Minas Gerais, Rodrigo de Castro,  Presidente do PSDB de Campo Grande, secretário de Estado Cidadania e Cultura, João César Mattogrosso, os presidentes dos segmentos tucanos: Ítalo Gusmão, da JPSDB, Mariana Castelar, Tucanafro, e as vice-presidentes Eliana Rodrigues, do PSDB-Mulher e a vice-presidente da Diversidade Nacional, Hosilene Araújo, além prefeitos de lideranças tucanas e aliadas e filiados do partido.

 

 

 

Prévias 2021: Tire suas dúvidas!

Tire suas dúvidas sobre as prévias que vão escolher o candidato do PSDB à Presidência da República

1) Quem pode votar?
Todos aqueles que tenham se filiado ao PSDB até 31 de maio de 2021.

2) Como será composto o Colégio Eleitoral?
Serão 4 grupos de votantes, todos com peso unitário de 25% do total de votos válidos. Os grupos terão a seguinte composição:
Grupo I: Filiados
Grupo II: Prefeitos e Vice-Prefeitos
Grupo III: Vereadores, Deputados Estaduais e Distritais – neste grupo, deputados representam 50% do peso total do grupo e vereadores, os outros 50%.
Grupo IV: Governadores, Vice-Governadores, Ex-Presidentes e o atual Presidente da Comissão Executiva Nacional do PSDB, Senadores da República e Deputados Federais.

3) Como é calculado o peso dos votos?
Nos grupos I, II e IV, os votos de cada candidato são divididos pelo número total de eleitores do Grupo e o resultado é multiplicado por 0,25.

No grupo III, os votos de cada candidato são divididos pelo número total de eleitores de cada Subgrupo. Este resultado é multiplicado por 0,125 e, ao final, é feita a soma do resultado de cada Subgrupo.

4) Como é calculado o placar final para cada candidato?
Pela soma dos resultados obtidos por ele em cada grupo.
O candidato que alcançar maioria absoluta dos votos válidos, considerada esta soma (resultado do Grupo I + resultado do Grupo II + resultado do Grupo III + resultado do Grupo IV), será o vencedor das prévias.

5) Teremos segundo turno?
Sim, se nenhum dos candidatos obtiver a maioria absoluta dos votos válidos no primeiro turno. Participarão do segundo turno os dois candidatos mais votados no primeiro. Será vencedor aquele que alcançar a maioria absoluta dos votos.

6) Como será a votação?
Exclusivamente por meio de sistema eleitoral eletrônico oferecido pelo PSDB Nacional.
Somente estará autorizado a votar o filiado que realizar o cadastro no sistema eleitoral eletrônico oferecido pelo partido como forma de autenticação para votação.

7) Haverá votação presencial?
Sim, exclusivamente para os eleitores dos Grupos II, III e IV. Eles poderão participar da votação de forma presencial em Brasília. Faremos um evento e, no local, haverá terminais com o sistema eleitoral eletrônico de votação.

8) Teremos debates entre os candidatos?
Sim! Teremos 5 debates presenciais, um em cada região do país. As datas e locais ainda serão definidos.

9) Quais as datas mais importantes do calendário das prévias?
20 de setembro: apresentação do pedido de inscrição dos pré-candidatos
14 de outubro a 14 de novembro: período para o filiado eleitor realizar o cadastramento no sistema eleitoral eletrônico oferecido pelo PSDB e se habilitar para votar
18 de outubro: início dos debates
21 de novembro: realização das prévias
28 de novembro: realização de segundo turno se nenhum candidato obtiver a maioria absoluta dos votos válidos.

10) Quero disputar as prévias. O que devo fazer?
O pré-candidato deve apresentar anexo ao pedido de inscrição, os seguintes documentos:
Certidão de filiação partidária emitida pela Justiça Eleitoral que comprove a filiação contínua no PSDB pelo tempo mínimo de 2 (dois) anos
Apoiamento subscrito por pelo menos 1/3 (um terço) dos deputados federais e 1/3 (um terço) dos senadores do PSDB

O pedido de inscrição deve ser protocolado na sede do PSDB em Brasília ou enviado para o email previas@psdb.org.br, das 9h às 19h do dia 20/09/2021.

Ainda tem dúvidas?
Você pode conferir a Resolução CEN 046/2021 que regulamenta as prévias.

Em MS, Dória assume compromisso com Rota Bioceânica e projetos prioritários para o País

Recebido pelas maiores lideranças e pela militância do PSDB em Mato Grosso do Sul, o pré-candidato à Presidência da República João Dória, governador de São Paulo, assumiu neste sábado (10) compromissos com projetos de interesse do país como a Rota Bioceânica, ampliação da malha ferroviária, segurança das fronteiras, redução da carga tributária para insumos do agronegócio e uma solução para a rodovia BR-163, que não recebeu os investimentos planejados na concessão.

“Vamos sim, levar em conta a Bioceânica, um plano, um projeto, um sonho, não desse governo [Bolsonaro], porque esse governo não olha para os municípios, não olha para os governos, olha só para o próprio umbigo, olha só para o espelho da vaidade, da ideologia, do negacionismo, mas chegando lá [na Presidência], a Bioceânica vai acontecer e nós vamos fazer isso juntos para permitir o acesso ao [oceano] Pacífico, passando pelo Paraguai, pela Argentina e pelo Chile. Isso não ajuda só Mato Grosso do Sul, ajuda o Brasil a encontrar no Pacífico um caminho mais curto, mais próspero, mais rápido e mais eficiente para atender alguns dos mercados de maior consumo do mundo, inclusive, o maior deles, que é a China”, afirmou Dória.

O governador paulista é o primeiro dos pré-candidatos tucanos a visitar Mato Grosso do Sul, que também deve receber Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, o ex-senador Arthur Virgílio (AM) e o senador Tasso Jereissati (CE). O PSDB é o maior partido de Mato Grosso do Sul com 38 mil filiados e 35 dos 79 prefeitos, além de três deputados federais, cinco estaduais, o governador Reinaldo Azambuja e o presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa, além de vices e vereadores.

Em um discurso carregado de críticas ao governo Bolsonaro e ao PT, Dória disse que irá resgatar o orgulho de ser brasileiro, pregou a união do partido e respeito aos outros pré-candidatos tucanos, afirmou estar impressionado com o trabalho da militância do PSDB-MS e elogiou a escolha de Eduardo Riedel como pré-candidato à sucessão do governador Reinaldo Azambuja. “Eduardo Riedel, você é um craque. Ontem, conversei com você e comentei isso com o Azambuja. Não precisei mais do que 15 minutos para descobrir porque ele indicou você para ser o sucessor dele aqui no Estado. [Você é] Competente, sério, dedicado, comprometido. O Estado está e estará em boas mãos”.

Já o governador Reinaldo Azambuja lembrou do trabalho de Dória pela vacinação e falou da responsabilidade do PSDB de defender a democracia e os legados deixados pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Ele também destacou a lisura das urnas eletrônicas e defendeu o uso dos equipamentos nas prévias tucanas em Mato Grosso do Sul.

“O caminho das prévias é o caminho da democracia. Hoje estamos recebendo esse querido irmão e eu quero falar, João [Dória], nós temos uma alegria e uma gratidão. Nós servimos o País no momento em que tínhamos leitos disponíveis aqui e quando veio, realmente, essa onda muito grave, nós tivemos que pedir socorro a outros estados. Eu fiz uma ligação a esse amigo aqui [Dória] e àquele também, o Orlando Morando, prefeito de São Bernardo do Campo, e disse: ‘estamos precisando de alguns leitos de UTI”. Ele falou: ‘em 1 minuto te respondo’. ‘Pode mandar os pacientes de Mato Grosso do Sul que nós vamos acolher’. E é essa sensibilidade que nós precisamos hoje dos homens públicos do nosso país”, afirmou o governador sul-mato-grossense.

Também participaram do evento o presidente do PSDB-MS, Sérgio de Paula e outros secretários estaduais; pré-candidato Eduardo Riedel; presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa, e outros deputados estaduais; e os deputados federais Beto Pereira e Bia Cavassa; além de prefeitos, vices e vereadores.

Aos 33 anos, PSDB segue longe dos extremos e firme na luta pela reconstrução do Brasil

O PSDB chega aos 33 anos como um partido inovador, com ideias, práticas e propostas que se atualizam para acompanhar as novas demandas globais, do Brasil e do povo brasileiro. Ao mesmo tempo, o partido que nasceu “longe das benesses oficiais, mas perto do pulsar das ruas” confirma seu compromisso primeiro com a democracia e a justiça social.

Aos 33 a0nos, o PSDB tem consciência de seu protagonismo presente. Somos responsáveis pela gestão da maior fatia da economia nacional e das políticas públicas que beneficiam diretamente quase 70 milhões de brasileiros nos três estados – São Paulo, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul – e 520 cidades que governamos.

Em 2020, fizemos uma campanha limpa, verdadeira e prontamente reconhecida pela população: o 45 foi o número mais digitado nas urnas nas últimas eleições municipais. Isso nos fez chegar em 2021 (e nestes 33 anos) com a esperança renovada. Estamos cada vez mais certos de que as pessoas, além de acreditar no PSDB, sabem o valor da moderação, sobretudo, em dias tão difíceis quanto os que vivemos hoje.

Em todo o Brasil, unidos a governadores e prefeitos, nossos deputados, senadores, vereadores e segmentos também seguem na luta incansável para que o país possa se recuperar deste triste momento, retomando o caminho do crescimento e do emprego. Esta é a nossa urgência, a nossa prioridade, nossa grande bandeira neste aniversário.

Mas o PSDB tem também um orgulho enorme de tudo o que sempre representou para o país ao longo desses 33 anos. Somos o partido da estabilidade financeira que garantiu o crescimento econômico e os avanços sociais no governo de Fernando Henrique Cardoso e nas gestões tucanas nos estados e prefeituras.

Responsabilidade fiscal, reconhecimento internacional, combate às desigualdades, educação e saúde inclusivas, desenvolvimento, reformas, inovação e respeito à diversidade do povo brasileiro são marcas do PSDB em todos os governos pelos quais passou.

Além disso, nosso partido tem importantes ativos também como oposição. Um deles foi ter liderado o movimento legítimo que retirou do poder um governo que levou o país à beira do abismo. E, agora, é se manter firme contra qualquer ameaça à democracia e às instituições.

Aos 33 anos, estamos longe dos extremos e das ações que dividem o Brasil quando ele mais precisa estar unido, mas continuamos próximos do povo brasileiro em seu desejo de reconstrução do país.

(*) Presidente Nacional do PSDB

Executiva Nacional define regras das prévias presidenciais do PSDB

A Executiva Nacional do PSDB definiu as regras para as prévias que vão escolher o candidato do partido à Presidência da República: o colégio eleitoral será formado por quatro grupos de votantes, com peso unitário de 25% do total de votos. A resolução segue a proposta apresentada pela Comissão das Prévias e foi confirmada em reunião nesta terça-feira (15/06), com a participação dos pré-candidatos.

Conheça a íntegra das regras

“Agora é unidade. É preparar as prévias, fazer um processo transparente, com qualidade e inovação. Esse é um dos momentos mais intensos da história do PSDB, uma grande demonstração de democracia interna”, afirmou o presidente nacional Bruno Araújo.

Os grupos serão integrados pelos seguintes membros: filiados (grupo 1); prefeitos e vice-prefeitos (grupo 2); vereadores, deputados estaduais e distritais (grupo 3); e governadores, vice-governadores, ex-presidentes e o atual presidente da Comissão Executiva Nacional, deputados federais e senadores.

A formação dos grupos mantém a representação da diversidade dos filiados em todo o país, reforçando a conexão direta entre o candidato e o eleitorado, e das visões municipais, estaduais e federativa.

“Nosso objetivo é unificar o partido no processo de prévias e permitir que os pré-candidatos, em condições igualitárias de disputa, saiam em busca da nossa militância”, afirmou José Aníbal, ex-presidente nacional do PSDB e coordenador da Comissão das Prévias.

De acordo com o calendário das prévias, já aprovado em reunião anterior, os candidatos farão suas inscrições em 20/09, com início dos debates em 18/10. As prévias serão realizadas no dia 21/11 e um eventual segundo turno, em 28/11.