PSDB – MS

Notícias

Autoestima e autonomia são temas abordados por palestra realizada pelo PSDB-Mulher

Com o objetivo de lembrar a mulher da sua autonomia, a importância da auto estima e do amor próprio, o PSDB- Mulher estadual, trouxeram a palestra Saúde Efetiva, com a terapeuta Karina Brum.  O evento aconteceu na noite desta segunda-feira, dia 23, no Diretório Estadual do partido.

Atuando na saúde da mulher há dez anos, Karina reforça que é necessário o autoconhecimento e o rompimento de barreiras, impostas muitas vezes, pela própria mulher.

“Nesta palestra abordo pontos de melhoria no dia a dia pra conquistar essa saúde, tanto no campo afetivo, como no campo sexual, e de relacionamento. Conscientizar as mulheres da importância de conhecerem a si, seu corpo, de se respeitarem e aprenderem a dizer não são formas delas encontrarem o empoderamento dentro delas, que há várias vertentes e ferramentas que ela pode usar na sua vida”, explica a terapeuta.

Para a deputada federal Rose Modesto, o partido acerta quando não se reúne para falar só de política.

“Todas que estão aqui tem o dia a dia corrido, muitas ainda tem que cuidar da família, e uma palestra como essa serve para a gente poder ter uma qualidade de vida melhor, seja psicológica, física ou emocional, por isso, o partido acerta quando não reúne pra falar só de política, porque a vida é muito mais que isso. Quando a gente tá bem, a gente consegue  trabalhar melhor”.

Integrante da Comissão em Defesa da Mulher e a Comissão Externa de Combate ao Feminicídio e a Violência Doméstica, Rose lamenta os índices de Mato Grosso do Sul e fala dos projetos apresentados em âmbito nacional.

“De tanta coisa boa que temos no nosso Estado, tem uma que precisamos transformar, que é a violência contra a mulher. Hoje somos o quinto  Estado mais violento e o segundo com o maior índice de estupro, por isso procurei neste primeiro semestre na Câmara Federal apresentar vários projetos relacionados  a isso. Desde a questão da prevenção até o combate da violência com leis mais duras”, fala.  Entre as ações, a tucana propôs o Projeto de Lei que aumenta de 12 para 20 anos a pena pelo crime de feminicídio .

Para a presidente estadual do PSDB-Mulher, a presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Mara Caseiro, eventos como esse é de extrema importância e que deve ser feito sempre.

“Trabalhar a saúde afetiva é algo que precisamos fazer sempre. É um momento de reflexão para que as mulheres possam avaliar como tem sido  sua vida, afetiva dentro de casa e fora dela,  o relacionamento com seu parceiro, e de como ela encara todas essas questões, as decisões que é preciso tomar diariamente”.

Em meio ao setembro amarelo, que é o mês de Prevenção ao Suicídio, Mara reforça que palestras como essa faz a gente olhar para si mesmo e para o outro.

“Em uma palestra como esta, a mulher pode ter uma percepção maior de quem está ao seu redor e de repente precisa de um auxílio. Ela pode perceber que está passando por um momento difícil ou perceber que o seu marido, seu filho ou amigo possa estar precisando de ajuda. Falar de saúde afetiva nos faz entender um pouco dos grandes problemas que estamos enfrentando, que é o suicídio e a depressão”, explica.

 

Próximos eventos PSDB-Mulher

Em outubro, o secretariado realizará dois eventos.

No dia 05, mês em que é em que a campanha do Outubro Rosa é lançado nacionalmente,  o PSDB-Mulher irá até a Praça Ary Coelho para falar com a população sobre a importância da autoexame e da importância de cuidar da saúde.

Dia 18 de Outubro, haverá um ato de filiação no Diretório Estadual, com o intuito de trazer lideranças femininas que queiram se candidatar e concorrer nas eleições do ano que vem. O evento acontecerá em Campo Grande e em vários diretórios.

 

Governo Presente: Reinaldo Azambuja assume compromisso de atender as demandas municipais

O governador Reinaldo Azambuja iniciou nesta quinta-feira (19.9) os atendimentos da 2ª etapa do Governo Presente – projeto que leva o gabinete, secretários e toda a estrutura de atendimento para o interior – e afirmou que conseguirá atender grande parte das demandas. A nova sede do Governo Presente é Rio Verde de Mato Grosso, município que, apesar do nome, fica em Mato Grosso do Sul. Os atendimentos estão sendo feitos no Sindicato Rural.

Reinaldo Azambuja afirmou que mesmo com a crise financeira nacional, Mato Grosso do Sul tem conseguido fazer investimentos nas áreas prioritárias por ter feito medidas de ajuste fiscal e controle de gastos, como a redução do número de secretarias.

“Eu posso dizer, olhando os números de investimentos pelos estados, saiu um ranking nacional dos estados, que pouquíssimos estados hoje fazem algum tipo de investimento. A maioria dos estados hoje não consegue nem mais pagar a folha salarial dos servidores e muitas vezes nem pagar o serviço da dívida. Mato Grosso do Sul saiu como 4º Estado em investimento. E é isso que estamos fazendo: buscando a capacidade de ter recursos para devolver à sociedade os impostos que pagamos em obras e melhorias”, disse o governador.

Ele citou como exemplos de investimentos a pavimentação e recapeamento de rodovias, ruas e avenidas, obras de saneamento, construção de hospitais, melhoria das escolas estaduais e programas de assistência social. “Eu entendo que ouvindo as pessoas, a gente elenca as prioridades e necessidades de cada município. Na região Norte, vamos ouvir 13 municípios. Cada um com as suas prioridades. E eu posso dizer para vocês que nós temos capacidade de transformar pedidos em realizações, entregas para a sociedade. Esse é o mote do Governo Presente”.

Durante dois dias (19 e 20), o governador Reinaldo Azambuja recebe as demandas de prefeitos e lideranças municipais.  Nesta quinta-feira (19.9), estão sendo atendidos nove municípios. O primeiro deles foi o município sede desta 2ª etapa.

Para o prefeito Mário Kruger, o municipalismo do Governo Reinaldo Azambuja é inédito no Estado. “Eu estou no terceiro mandato como prefeito. Nunca teve um governador participativo [como esse], nunca tivemos a presença de um governador para sentar conosco e dialogar a respeito das nossas necessidades, dos nossos problemas. Os governos que passaram aí – com todo o respeito, também nos ajudaram – mas eram passageiros. O máximo que vinham era quatro, cinco horas aqui e tchau. E a gente era aquela penúria. Hoje não. Nós temos um governo presente que está dando oportunidade de mostrarmos para ele as dificuldades e os problemas. Estamos felizes”, disse.

Ele contou que, em administrações anteriores, chegou a ficar um ano tentando, sem sucesso, agendar audiência com governador e secretários, mas que no atual Governo ele não encontra dificuldade em ser atendido. Participam desta edição secretários estaduais Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica), Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Geraldo Resende (Saúde) e Maria Cecília Amendola da Motta (Educação) e Sérgio de Paula (Articulação Política)

Programa Adote a Saúde, de César Mattogrosso, é sancionado pelo Executivo

Nesta quarta-feira (18), a Prefeitura de Campo Grande sancionou a Lei n. 6.278, que institui o Programa Adote a Saúde na Capital. A matéria, que tem a finalidade de incentivar empresas a contribuir com a conservação e manutenção das unidades de saúde da esfera municipal, foi apresentada no legislativo pelo vereador João César Mattogrosso (PSDB) em coautoria com os vereadores Odilon de Oliveira Jr (PDT) e Dr. Wilson Sami (MDB).

“Após conversar com diversos empresários, senti a vontade deles em ajudar a cuidar e contribuir para melhoria da saúde. Porém, por falta de um instrumento jurídico, esta contribuição não era possível. Com essa nova legislação é uma forma do setor privado e empresarial colaborar com o serviço público”, destaca João César Mattogrosso.

A partir de agora, os empresários interessados em adotar uma unidade de saúde (UBS/UBSF/UPA) deverá firmar um termo de cooperação, integral ou parcial, que possibilita a doação de recursos materiais, equipamentos ou insumos, assim como a realização de obras, desde que aprovadas ou elaboradas pelo Poder Público Municipal. O adotante também poderá contribuir com a conservação e manutenção da unidade.

Além da contribuição importante para área da saúde, o texto sancionado pelo Executivo destaca como contrapartida aos adotantes, após assinatura do termo de cooperação, a veiculação de publicidade alusiva ao acordo celebrado, em forma de marketing institucional, com ônus de inteira responsabilidade da empresa. É vedada a descaracterização do interesse público que se confundam com promoção de agentes públicos com natureza pessoal.

Os interessados poderão adotar mais de uma unidade de saúde ou apenas um setor, também sendo permitida a adoção por várias pessoas jurídicas simultaneamente. Quanto ao termo de cooperação, deverão constar os seguintes itens: os objetivos, a abrangência e os limites da responsabilidade do adotante acerca da conservação e da manutenção dos bens públicos adotados; o prazo de vigência da adoção e as atribuições da pessoa jurídica responsável pela adoção.

De acordo com o autor da proposta, quem adotar uma unidade de saúde não terá nenhum direito sobre o local. “A participação no programa é voluntária e a responsabilidade pela gestão da saúde continua exclusivamente do município. As empresas que aderirem ao programa não terão qualquer direito de uso, sendo expressamente proibido prejudicar ou interferir na competência da Prefeitura”, alerta o vereador João César Mattogrosso.

Aqueles que aderirem à iniciativa serão responsáveis por fazer a execução de projetos com verba, pessoal e materiais próprios, bem como a conservação e a manutenção das unidades de saúde, conforme termo de cooperação celebrado. Além disso, o adotante deverá apresentar a cada 120 dias a prestação de contas sobre os investimentos realizados e as melhorias promovidas.

 

 

Assessoria de Imprensa do Vereador

Recurso de R$ 4.1 milhões garante mais saneamento para Bataguassu

Bataguassu foi contemplado com R$ 4,1 milhões provenientes do programa “Avançar Cidades – Seleção Contínua”, viabilizados pela Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) junto à Caixa Econômica Federal.
O recurso será utilizado na ampliação do sistema de esgotamento sanitário do município, com previsão de mais 16.8 km de rede coletora e 1.498 ligações domiciliares.
Para o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina, o município recebe com muita alegria os investimentos em saneamento básico proporcionados através da parceria entre Governo do Estado e Sanesul.
“Quando assumi o município, em 2013, Bataguassu possuía apenas 3% de rede coletora de esgoto e agora com esse investimento vamos passar dos 50%. Temos conhecimento de que esse investimento em esgoto representa economia na saúde pública e garante mais qualidade de vida da população”.
O governador do Estado, Reinaldo Azambuja, o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior, o prefeito do município e representantes da Caixa Econômica Federal irão assinar o contrato desse recurso no próximo dia 21 de setembro, a partir das 9h30, na sede da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande.
Sobre a universalização do esgotamento sanitário, Caravina enfatiza a preocupação da gestão estadual com a situação dos municípios.
“A gente vê que o governo quer levar qualidade de vida para todos os municípios. Quando o Governo do Estado fala em investir em saneamento básico e que tem o objetivo de universalizar a coleta e tratamento de esgoto, percebemos a preocupação da gestão com as pessoas que vivem nos municípios”.
Obras em Execução
Além dos R$ 4.1 milhões assegurados, a Sanesul está realizando uma obra de ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Bataguassu, que terá a capacidade de 30 litros por segundo e executando redes coletoras de esgoto e ligações domiciliares.
“As pesquisas comprovam que a implantação de rede de esgoto reflete positivamente na saúde e na qualidade de vida do trabalhador gerando o aumento da sua produtividade e renda. É por isso que estamos focados em viabilizar investimentos para atingir a universalização do saneamento básico”, destacou o Diretor de Administração e Finanças da Sanesul, André Luis Soukef Oliveira.

Com informações Sanesul  / Foto Sanesul 

Aprovado projeto de lei para que obra paralisada tenha justificativa no local

Foi aprovado, nesta terça-feira (17), pela maioria dos vereadores o projeto de lei que prevê justificativa em obras paralisadas, elaborado pelo vereador André Salineiro. A obrigação vale para obras paradas há mais de 90 dias, conforme o projeto que foi rejeitado pela Prefeitura de Campo Grande em 2017. Agora, o vereador conta com o voto da maioria dos parlamentares, em segunda votação, para levar o texto novamente à avaliação do prefeito.

“Na época, a Prefeitura vetou o projeto argumentando que seria caro demais fazer uma placa para cada obra paralisada. Desta vez, o projeto de lei permite que a justificativa seja feita por outros meios, desde que seja no local da obra. Acredito que temos que ter cada vez mais transparência e não adianta se não for acessível às pessoas”, defende Salineiro.

O projeto de lei 9.208/19 também obriga o órgão responsável a enviar relatório detalhado com o motivo da paralisação à Câmara Municipal e ao TCE (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul). A placa deverá conter o telefone do órgão público municipal responsável pela obra e o prazo de paralisação. A proposta de lei teve o aval da Procuradoria Municipal e das comissões de Constituição e Justiça (CCJ), de Obras e Serviços Públicos e de Finanças e Orçamentos.

Assessoria de imprensa

Em péssimas condições, vereador solicita recuperação de ponte em Glória de Dourados

O vereador Sebastião Pereira, o Tião Leiteiro, solicitou ao prefeito Aristeu Pereira Nantes, nesta terça-feira, 17, durante sessão na Câmara Municipal de Glória de Dourados , a manutenção da ponte da 7ª linha, no km 3,5.

“A indicação tem por finalidade em atender há vários pedidos dos moradores da 7ª linha, que vem reclamando constantemente que a ponte se encontra em péssimas condições de trafegabilidade, podendo assim, ocorrer graves acidentes”, destaca o vereador peessedebista.

Salineiro insiste em lei para que obra paralisada tenha justificativa no local

Rejeitado pela Prefeitura de Campo Grande em 2017, o projeto de lei que prevê justificativa em obras paralisadas por mais de 90 dias foi novamente apresentado pelo vereador André Salineiro na Câmara Municipal. O parlamentar insiste que o município coloque a justificativa da paralisação das obras para que qualquer pessoa que passa pelo local tenha acesso à informação. O projeto será votado na sessão desta terça-feira (17).

“Na época, a Prefeitura vetou o projeto argumentando que seria caro demais fazer uma placa para cada obra paralisada. Desta vez, o projeto de lei permite que a justificativa seja feita por outros meios, desde que seja no local da obra. Acredito que temos que ter mais transparência e  não adianta se não for acessível às pessoas”, defende Salineiro.

O projeto também obriga o órgão responsável a enviar relatório detalhado com o motivo da paralisação à Câmara Municipal e ao TCE (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul). A placa deverá conter o telefone do órgão público municipal responsável pela obra e o prazo de paralisação. O texto já tem o aval da Procuradoria Municipal e das comissões de Constituição e Justiça (CCJ), de Obras e Serviços Públicos e de Finanças e Orçamentos.

Beto Pereira participa da entrega de maquinários em Aquidauana

Beto Pereira participou na manhã desta segunda-feira (16) da solenidade de entrega de duas máquinas motoniveladoras na cidade de Aquidauana. O maquinário faz parte do pacote de investimento da prefeitura e foi viabilizado por intermédio do parlamentar federal.

Segundo o prefeito Odilon Ribeiro, a participação do deputado federal Beto Pereira foi essencial para a liberação dos recursos para aquisição das patrulhas. “Aqui é um dinheiro financiado pelo Banco do Brasil e o deputado Beto nos ajudou para que esse empréstimo saísse para o município. O deputado Beto tem várias obras empenhadas na cidade e vem fazendo bem seu trabalho parlamentar cuidando de Aquidauana. A gente só tem a agradecer”, disse o prefeito.

As duas patrulhas mecanizadas, no valor de mais de R$ 1 milhão, foram adquiridas pela prefeitura municipal e serão usadas na recuperação de estradas vicinais, no patrolamento, nivelamento, terraplanagem e outros serviços fundamentais nas regiões urbana e rural.

Em sua fala, Beto Pereira destacou a parceria com o município e pontuou sobre a gestão responsável que o prefeito  Odilon vem realizando à frente de Aquidauana. “Eu acompanho de perto a administração do Odilon e tenho tranquilidade em saber que a cidade está bem administrada, pois o prefeito sabe muito bem quais são as prioridades e onde investir cada centavo. Vemos aqui uma priorização da administração em ações para bem atender a zona rural, as aldeias, distritos e agricultura familiar”, assegurou o deputado Beto.

 

 

Ação direta em assentamentos e aldeias

A principal região que será atendida pelos novos equipamentos é a rural. Os moradores dessas localidades acabam tendo que enfrentar estradas de difícil acesso. Com a patrulha essa realidade pode mudar para melhor nas comunidades.

Para o presidente da Associação de Moradores e Amigos do Limão Verde (AMALV), Antônio dos Santos, 52, a aquisição do maquinário é fundamental para região da Aldeia Limão Verde, que fica localizada na região das aldeias em Aquidauana. “Nossa comunidade é produtora, vive da agricultura, e todos os dias a gente leva os produtos para a cidade. A gente necessita da melhoria das estradas. Esse melhoramento vai ajudar a diminuir o custo dos transportes. Está vindo numa hora boa”, diz o presidente da associação.

 

Caravina se reúne com representante da Socind e anuncia retomada de operações da empresa

O prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB) esteve reunido na última sexta-feira, dia 13 de setembro, com o representante da Socind (antiga Soceppar) Carlos Luiz Botelho, que anunciou a retomada das operações da empresa em Bataguassu.
Segundo Botelho, a primeira etapa do investimento consiste na revitalização da unidade industrial (manutenção e recuperação do local). O planejamento, segundo ele, é que em dezembro, a unidade esteja apta a começar a atender a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), indústrias, cooperativas, empresas particulares e produtores rurais com armazenagem de grãos em geral (recebimento, limpeza, secagem, armazenagem e expedição), processo que será realizado no transcorrer do ano de 2020.
Para a primeira fase, conforme o representante, serão criados 20 postos de trabalho. “Mesmo sem operar, a empresa já possui 10 pessoas trabalhando no local. Serão contratados inicialmente esses profissionais além de colaboradores terceirizados “, explicou.
Paralelamente, de acordo com o representante da empresa, a segunda fase do investimento estará em andamento também no transcorrer de 2020 e consiste na reforma e manutenção da indústria de óleo para a retomada da produção que deverá ser feita em 2021.
O representante da empresa comenta que serão criados 120 postos de trabalho com a ativação da indústria.
Para Caravina, que esteve em visita as instalações da empresa, o anúncio da retomada das operações da Socind em Bataguassu significa um importante avanço no que se refere ao fortalecimento da economia local e, sobretudo, geração de emprego e renda para a população.
O chefe do Executivo salienta que Bataguassu possui uma ótima infraestrutura além de localização estratégica por estar em um importante corredor rodoviário (BR-267) e ficar próximo ao Estado de São Paulo. “Temos uma logística favorável, um potencial muito grande e estamos realizando um amplo trabalho no sentido de ofertar incentivos para estimular as empresas que venham se instalar em território bataguassuense”, comentou.

Ele ressalta que o desenvolvimento do município já é uma realidade no cenário regional. “Nossa intenção é continuar atraindo investidores que queiram verdadeiramente apostar no potencial da cidade. Prosseguimos com esse trabalho de atração de mais investidores, garantindo oportunidades de negócios, mais economia e geração de emprego e renda a nossos munícipes”, finalizou.

Assessoria de Imprensa

Governo Presente: município mais jovem de MS, Paraíso das Águas reivindica anel viário

A viabilidade da instalação de um anel viário em Paraíso das Águas foi tema de audiência nesta quinta-feira (12.9) entre o prefeito Ivan da Cruz Pereira, o Ivan Xixi, e o governador Reinaldo Azambuja. Os dois se reuniram durante a 1ª edição do Governo Presente, projeto que leva o gabinete do Executivo Estadual para atendimento no interior de Mato Grosso do Sul. O encontro foi realizado em Três Lagoas.

A ideia do anel viário pensada pelos representantes municipais liga as rodovias BR-060 e MS-316, entre Paraíso das Águas e Costa Rica, e tira o tráfego pesado de veículos da cidade. “Com aval do vice-prefeito Ocesino Alves de Oliveira e dos vereadores, apresentamos essa reivindicação”, falou o prefeito. As condições do projeto serão discutidas em conjunto pelos técnicos do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal.

Ivan Xixi saiu satisfeito do encontro. “Eventos como esse, que levam o governo para atendimento de forma regional, são importantes, pois facilitam as tratativas das demandas”, pontuou. Também participaram da audiência o presidente da Câmara Municipal, vereador Roberto Carlos da Silva, acompanhado dos parlamentares, e os secretários municipais Jeferson Corrêa (Educação) e Juliana Ferrari (Saúde).

Município mais novo de Mato Grosso do Sul (fundado em 1º de janeiro de 2013), Paraíso das Águas recebeu mais de R$ 52 milhões em investimentos estaduais entre 2015 e 2019. A cidade fica na região do Bolsão, distante a 280 quilômetros de Campo Grande.

Uma das obras entregues na gestão do governador Reinaldo Azambuja foi a pavimentação da MS-320, trecho entre as entrada da MS-316 e MS-377, extensão de 24 km. O Governo também entregou a ponte de concreto armado sobre o Córrego Cascavel e tem prevista a estruturação da nova conexão ao acesso do laticínio da região, sobre o Córrego Mimosos.

Também na área de infraestrutura, o Governo já entregou o projeto para construção de uma praça e projeto para ampliação e reforma do ginásio de esportes Sidney Alves Siqueira; também inaugurou a reforma de ponte de madeira sobre o Córrego Cervo e a construção da Delegacia de Polícia Civil.

A cidade também foi beneficiada com moradias. O Estado, em parceria com a Prefeitura de Paraíso das Águas e a União, realizou o sonho da casa própria de 100 famílias. Os moradores do Residencial Jardim Severiano receberam um empreendimento com o total de R$ 6.101.155,33 em investimentos.

Governo Presente

Com o projeto, o governador Reinaldo Azambuja descentraliza a gestão estadual. “Uma das características de nosso governo é o municipalismo. Começamos o ‘Governo Presente’ por Três Lagoas e vamos ouvir as 79 cidades de Mato Grosso do Sul. As demandas estão chegando e vamos organizá-las para realizar muitas das vontades dos municípios – sem cor partidária, sem lado a ou lado b, apenas do lado da população”, afirmou.

Estão presentes secretários Sérgio de Paula (Articulação Política), Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica), Jaime Verruck (Meio Ambiente Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Geral Resende (Saúde), Maria Cecília Amendola da Motta (Educação) e Luís Roberto (Adjunto da Infraestrutura).