Notícias - 05/07/2017

É preciso estar em alerta na economia, diz Yeda Crusius

Foto: Jefferson Bernardes

Ex-ministra do Planejamento, a deputada federal Yeda Crusius (PSDB-RS) analisou, nesta quarta-feira (5), que a recessão iniciada no governo Dilma Rousseff ainda é intensa no país, mas há sinais de recuperação da economia. Porém, segundo ela, é necessário acender o alerta sobre a queda de 3,2% na média salarial entre 2014 e 2015, como mostram os dados, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“A redução da massa salarial e do salário médio é uma outra consequência da crise econômica que vigorou durante esses anos de 2014 a 2016. Essa foi uma das razões do impeachment”, relembrou Yeda Crusius.

A deputada lamentou ainda, os dados do IBGE, que mostram que o desemprego no país foi de 13,6%, em média, no trimestre de fevereiro a abril deste, o equivalente a cerca de 14 milhões de trabalhadores sem emprego. “Nesses anos de 2014 a 2016, a taxa de desemprego uma realidade que não era vista no Brasil a muito tempo: 14 milhões [de pessoas] procuram e não acham mais trabalho”, disse ela.
Para Yeda Crusius, os números mostram uma tendência de baixa qualidade das vagas e salários inferiores. Porém, de acordo com a tucana, há um movimento de reação após as medidas adotadas pela equipe econômica do governo Michel Temer.

“O rumo já está dado. São diversos os indicadores que mostram que a economia melhorou. Seja o saldo da balança comercial, seja a tendência a um a inflação cada vez mais baixa, são alguns dos diversos indicadores que mostram que a economia reage por si. A economia quer crescer, a economia quer empregar, a economia quer ir para frente”, ressaltou a deputada.

X
05/04/2021