Acompanhe - 20/03/2018

Entusiasmada, Yeda Crusius diz que PSDB vai incentivar candidaturas de mulheres

Após participar da reunião da Executiva Nacional do PSDB e do lançamento da pré-candidatura do governador Geraldo Alckmin à Presidência da República, a presidente do PSDB-Mulher, deputada federal Yeda Crusius (PSDB-RS), nesta terça-feira (20), em Brasília, disse estar otimista com a determinação da legenda em incentivar as candidaturas femininas, cumprindo com a regra de 30% do Fundo Partidário.

“Além de novo, este é um tema absolutamente aceito pelo partido. Esta questão de como é que se vai cumprir os 30% do Fundo Partidário”, afirmou a deputada federal. “É uma decisão tomada e entra nos mesmos parâmetros com que são distribuídos os recursos entre os candidatos homens e as candidatas mulheres.”

Entusiasmada com a perspectiva de mais espaço para mulheres candidatas nas eleições de outubro, Yeda Crusius foi categórica: “Não vai haver distinção.  Deixamos de ser um segmento separado, mas com uma garantia de que 30% do Fundo Partidário será dedicado ao fomento de candidaturas de mulheres”.

Incentivo

Para a deputada federal, será o incentivo que as tucanas aguardavam. “É um estímulo  a tantas das mulheres capacitadas para fazer política, sejam novas ou as que já estão em ação”, disse ela. “O assunto foi tratado com muita tranqüilidade e aceito.”

Paralelamente, a presidente do PSDB Mulher destacou os esforços para capacitar as candidaturas femininas. “Esse é um trabalho que vem de outros anos, mas agora é precursor em relação ao que se faz fora. É também de identificação das candidaturas de mulheres. Nós queremos que elas sejam as mais competitivas possíveis”, disse ela.

Yeda Crusius lembrou que,  7 de abril, é a data-limite para que todos os candidatos que vão disputar as eleições desincompatibilizem-se dos cargos do executivo em que estão no momento. A regra vale para todos e todas que desejam e vão enfrentar campanhas eleitorais.

X
05/04/2021